A quantidade de modelos de câmeras fotográficas digitais (ofertas aqui), suas características e tipos disponíveis tornam o processo de compra do primeiro modelo um verdadeiro desafio e motivo de muitas dúvidas e indecisões.

Por isso, esse conteúdo tem como objetivo ajudá-lo a analisar o que é mais importante para o seu momento como fotógrafo, seja para registros pessoais ou para quem deseja se aperfeiçoar e trabalhar na área de fotografia.

Principais critérios de escolha

  1. Quanto investir;
  2. Utilização da máquina fotográfica;
  3. Qualidade e resolução.

Quanto investir?

Além da câmera, é necessário considerar a compra de um bom cartão de memória, eventualmente alguma lente adicional e, especialmente, uma mochila fotográfica para proteger o seu investimento contra quedas, arranhões e poeira.

Na dúvida quanto a resolução, prefira o máximo de pixel (leia a respeito aqui) que estiver dentro do seu orçamento.

As câmeras com telas grande também pode ser um critério importante a considerar. Assim, você visualiza a imagem antes de fazer o registro dela. Isso dará mais conformo e praticidade ao fotografar.

Atualmente, algumas câmeras disponibilizam o recurso touch-screen. Com isso, é possível fazer a parametrização na própria tela da câmera.

Utilização da câmera

Outro ponto importante que você deve considerar no seu processo de escolha é a finalidade e como a câmera será usada.

Deve-se considerar se a câmera ficará em estúdio ou se será transportada muitas vezes, por exemplo. Nesse último caso, o ideal é optar por um equipamento mais robusto.

Após tirar a fotografia, é necessário pensar na utilização final da imagem, como por exemplo:

  • Postar na internet;
  • Fazer fotos para blogs e conteúdos digitais;
  • Fotografar para as redes sociais;
  • Usar como arquivo pessoal;
  • Ver as imagens no computador;
  • Imprimir;
  • Fazer filmes;
  • Usar profissionalmente.

Ao escolher a sua câmera, considere que alguns modelos poderão cumprir com todos os objetivos de uso, enquanto que outros serão mais limitados. Conhecer essas recursos e limitações é a chave para a boa escolha do equipamento.

Sendo assim, é importante considerar que, quanto maior for a capacidade de pixel da câmera, igualmente serão maiores as especificações gerais, a composição e qualidade. Isso possibilitará mais amplitude de uso, valorizando o seu investimento.

Qualidade e resolução

Leia sobre “Desvendado o misterioso mundo dos pixels na fotografia digital“, para complementar o seu poder de decisão.

Nova ou usada?

Assim como a quilometragem de um automóvel desvaloriza o mesmo, a quantidade de cliques tirados também interferem no valor da câmera ao optar em adquirir um equipamento usado. Então, esse é um dos primeiros critérios que você deve perguntar ao vendedor, e posteriormente, fazer a checagem física do equipamento.

Analise se há fungos ou sujeiras tanto na lente como no obturador. Os fungos se proliferam no interior da máquina fotográfica, prejudicando tanto a fotografia quanto os componentes eletrônicos.

Sempre que estiver diante de uma oferta, vale à pena buscar por um equipamento até mesmo inferior, mas que seja novo, zerinho, só seu. Fica a dica.

Nossa Sugestão

A Canon Rebel SL2 (ofertas aqui) é uma das câmeras que possui uma excelente relação entre custo e benefício. Vale considerar.